Notícias
Luverdense não elege nova diretoria e poderá encerrar atividades
Bastidores
03.12.2019 - 13:02 - Giro pelo Brasil

Com 16 anos de história marcada por grandes conquistas, o Luverdense Esporte Clube está na eminência de encerrar suas atividades.

Na manhã do último sábado, 30 de novembro, a atual diretoria encabeçada pelo empresário Helmute Lawisch, realizou assembleia ordinária para definição dos novos membros e projeções para a temporada 2020.

Porém, além de não haver quórum, nenhum dos presentes mostrou interesse em assumir a diretoria do clube, tendo em vista que pelo estatuto, Helmute não pode mais ficar à frente da mesa diretora, pelo tempo de trabalho já prestado à entidade. No dia 31 de dezembro encerra o mandato de Lawisch, que tem como vice-presidente o também empresário, Jaime Binsfeld.

A assembleia está em aberto, e no próximo sábado, 07 de dezembro, os diretores irão se reunir novamente para chegar a um consenso sobre a manutenção ou encerramento das atividades.

“É chato, mas é uma verdade, não vamos fugir da realidade. O Luverdense não é mais uma entidade que todo mundo gosta, o time do coração. Não é nada disso, conversa mole. Tem uma meia dúzia que ajudou a fazer o Luverdense até então, e a grande maioria do pessoal não está nem aí. Se ninguém ajudar, não tem problema nenhum. O Lec não é meu, não é do Jaime, é da sociedade de Lucas do Rio Verde, e se continuar desprestigiado, vamos fechar as portas”, desabafou o cartola.

Helmute criticou as autoridades políticas de Lucas do Rio Verde, que em sua visão, não vêm dando o incentivo necessário para que o Luverdense Esporte Clube permaneça com suas atividades.

A sociedade e o desinteresse das autoridades

“Tomara que até o próximo sábado, consigamos achar alguém que queira tocar o time, pois na forma natural, até o presente momento não achamos. Mas muito pelo desprestigio que as autoridades de Lucas do Rio Verde estão tendo com o Luverdense. O LEC está desprestigiado nos últimos tempos”, disse o dirigente, ressaltando que esse “desinteresse” por parte da sociedade contribuiu para seu rebaixamento no brasileirão.

Desde o ano de 2008 atuando como vice-presidente, período em que também ficou um ano como presidente, Jaime Binsfeld, ressaltou que está preparado para assumir a presidência do Verdão do Norte para os próximos três anos.

Binsfeld até participou de cursos sobre gestão de clubes, oferecidos pela Confederação Brasileira de Futubel –CBF. Na visão do empresário, sem apoio da sociedade e principalmente dos empresários, fica difícil manter o Clube, que precisará de recursos financeiros para seguir na próxima temporada.

“A questão é que esse fardo está muito pesado. O fato de eu assumir a presidência, não seria problema no aspecto de gerir o clube, pois é uma coisa que naturalmente podemos fazer. A questão é orçamentária, e eu não posso assumir um compromisso que irá comprometer minha pessoa física dentro desse negócio.” Ressaltou.

“A situação é grave e do jeito que está, o caminho é encerrar as atividades, pois todo ano você tem que comparecer financeiramente, além de destinar seu tempo. Correr, criar alternativa e ainda toda hora tem que fazer desembolso, isso não faz sentido.”, finalizou Binsfeld.

Criado em janeiro de 2004, o Luverdense Esporte Clube ganhou notoriedade no Estadual do mesmo ano, o que lhe garantiu vaga pra a Série C de 2005. Já em 2013, após brilhante campanha, conseguiu acessão para a Série B, onde permaneceu na segunda divisão de 2014 a 2017.

Um dos grandes momentos do Luverdense Esporte Clube foi sem dúvida, a vitória em cima do Corinthians, na noite do dia 21 de agosto de 2013. Jogando em casa pelas oitavas de final Copa do Brasil, o LEC venceu o Timão pelo placar de 1 a 0 no jogo de ida.

Aos 45 minutos do segundo tempo, Misael marcou para o time mato-grossense. O jogo rendeu uma enorme publicidade a nível nacional para a equipe e também para a cidade de Lucas do Rio Verde.

Foto: Manoel Façanha
Fonte: CenarioMT.com.br
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte