Notícias
Governo do Pará fará reforma no Mangueirão, que pode elevar capacidade para 45 mil
Bastidores
05.11.2019 - 15:22 - Pará

O Governo do Estado do Pará se reuniu para discutir a obra no Estádio Olímpico, o Mangueirão, que tem objetivo de aumentar a capacidade em 10 mil lugares - de 35 para 45 mil. Uma obra deste tipo não é realizada no local desde 2002.

A reunião realizada na segunda-feira reuniu representantes Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Corpo de Bombeiros, Ministério Público do Estado (MPE), além da empresa e dos engenheiros envolvidos no processo.

DUAS PARTES

O projeto será dividido em duas partes. Primeiro será feito um diagnóstico sem a necessidade de fechar o local e, depois, o início das obras, que não tem data prevista.

"Hoje, nós viemos para declarar aos órgãos técnicos do governo e controladores externos sobre o início efetivo dos serviços de reforma do Mangueirão. Queremos levar ao conhecimento da população as ações que serão realizadas”, explicou o secretário executivo da Sedop, Ruy Cabral.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico vai indicar as reformas emergenciais que deverão ser feitas para que o espaço não coloque em risco o torcedor, além das necessidades estruturais, que vão desde a construção de banheiros acessíveis a homens e mulheres, de novas áreas de cadeiras, alterações nos espaços internos e externos, incluindo o estacionamento do Mangueirão.

“O trabalho já vem sendo feito desde a contratação da empresa. Dentre as prioridades, estamos visando o conforto do torcedor tanto para chegar e assistir a um evento esportivo, quanto para sair da estádio. Queremos dar um ar de modernidade, a partir da reforma das arquibancadas e criação de ambientes multiusos, com auditórios e salas para congresso, por exemplo”, ressaltou o secretário adjunto da Seel, Vitor Borges.

CORPO DE BOMBEIROS

“Existe um parecer do Corpo de Bombeiros que restringe o acesso de torcedores no local, porque ainda é necessário ofertar mais acessibilidade, com largura e rampas suficientes para entrada e saída das pessoas. Mas, a população não precisa se preocupar. Estamos acompanhando o processo e vamos fazer a avaliação de tudo que será apresentado”, disse o coronel Jaime Oliveira, diretor de serviços técnicos do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo/Agência Pará
Fonte: Futebol Interior
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte