Notícias
Nos pênaltis, Nacional fatura título da Taça FPF
Conquista
14.10.2019 - 20:58 -

De um lado, uma das camisas mais tradicionais do Norte do Paraná; do outro, um dos caçulas do futebol paranaense (sua fundação é de 2015).

Nesse confronto entre tradição e novidade, prevaleceu o azul do Nacional Atlético Clube (NAC), que conquistou na tarde neste domingo (13 outubro) o caneco da edição 2019 da Taça FPF Sub-23.

Mas a decisão foi apertada e somente se deu nos últimos estertores da grande final realizada em Rolândia (região Norte), no Estádio Mun. Erich Georg.

O Nacional, do técnico Rafael Andrade (foto), tinha a vantagem do empate, pois havia vencido o Independente São Joseense fora de casa (1 a 0), na partida de ida do mata-mata. No entanto, desta vez o visitante de São José dos Pinhais venceu por 2 a 1 no tempo normal o jogo da volta – gols de Lucas e Jefferson, pelos lados do São Joseense; e Leandro, pelo Nacional -, levando a decisão do título para os pênaltis.

Foto: Divulgação


Confirmando o favoritismo, pois vinha de uma sequência de cinco vitórias seguidas, o representante de Rolândia faturou o título de campeão ao bater o visitante nas cobranças diretas: 3 a 1.

Segundo informações do Jornal de Rolândia (JR), o goleiro rolandense Thiago foi o grande herói do jogo, ao defender duas cobranças do São Joseense e ainda converter um dos gols do Guerreiro do Norte. “Eu falei para meus companheiros, que se fosse para os pênaltis que poderiam deixar comigo”, afirmou o arqueiro, em entrevista à reportagem do JR. Ele também recebeu o troféu de melhor goleiro da competição.

“Essa meninada e essa comissão técnica estão de parabéns”, disse o técnico da equipe, Rafael Andrade, para o jornal rolandense.

Além do título da Taça FPF, o Nacional conquistou o acesso para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2020. Segundo o regulamento da competição, o time com melhor classificação geral será indicado pela Federação Paranaense de Futebol (FPF) para disputar a principal competição nacional no ano seguinte.

Assim, o clube do Norte terminou a Taça com 19 pontos, mesmo número do São Joseense. Mas os rolandenses ficam à frente pelos critérios de desempate.

Em 3º lugar, está o Apucarana Sports (12 pts), seguido de Foz do Iguaçu (6 pts) e Batel (5 pts).

CONFUSÃO

O jogo decisivo entre Nacional e São Joseense não foi apenas de festa. Em um jogo bastante tumultuado, ocorreram oito expulsões: quatro atletas com cartão vermelho para cada lado.

Aos 40 minutos do 1º tempo, Elionay (Nacional) e Leonardo (S. Joseense) se envolveram em uma disputa quente, com pontapés de ambos os lados. Eles foram os primeiros a irem mais cedo para o chuveiro.

Em seguida, aos 45 minutos, uma confusão generalizada com socos e pontapés provocou a expulsão de Kenu, JP e do reserva Igor (Nacional); e de Gustavo, Paulo e do goleiro reserva Robson Nascimento (S. Joseense).

Desse modo, o primeiro tempo terminou com oito jogadores de cada lado, pois cada time teve expulso um atleta reserva.

Com mais de 700 pessoas no estádio, o jogo prosseguiu sem mais confusões entre os jogadores até o apito final e a decisão por pênaltis.

Fonte: Jornal Correio do Cidadão
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte