Notícias
Com novo programa de associados, Manaus abre concorrência
Bastidores
06.10.2019 - 16:40 - Amazonas

A ‘Manaus Mania’ tomou conta do futebol amazonense no ano de 2019. Conquistando o tricampeonato estadual no início da temporada, o Gavião do Norte conseguiu o sonhado acesso à Série C do Brasileiro no segundo semestre. Foi a primeira vez, após 20 anos, que um clube do estado conseguiu ascender de divisão - o último havia sido o São Raimundo, que conseguiu o acesso para a Série B, em 1999.

Resgatando o sentimento do torcedor baré, que compareceu em peso aos jogos da reta final do Brasileiro Série D - inclusive, quebrando o recorde de público da Arena, com 44.896 presentes no segundo jogo da decisão -, o clube caçula aproveitou o embalo. No dia 12 de setembro, o Gavião do Norte anunciou a criação de seu novo programa de sócio-torcedores, nomeado como ‘Eu Sou Manaus’.

“O programa é uma devolução ao pedido da torcida. O Manaus foi abraçado pelo estado e as pessoas querem contribuir. É, também, uma boa receita, assim como na maioria dos clubes do Brasil. Então o programa vem por esses dois pontos: ser abraçado e criar uma forma de remuneração constante, que possibilite o time de ter uma competitividade muito maior”, analisou Luiz Júnior, responsável pelo programa Eu Sou Manaus.

Para todos

E buscando atingir o maior número possível de torcedores, a direção do Gavião do Norte criou três planos, com diferentes precificações. Distintos também nas vantagens obtidas, os pacotes variam nos valores de R$ 19,90, R$ 39,90 e R$ 79,90. De acordo com Luiz Júnior, responsável pelo programa, a ideia foi deixar o novo programa de sócio-torcedores acessível para todos os fãs do Gavião do Norte. E por que não do futebol amazonense como um todo?

“Avaliamos os benefícios oferecidos. Tivemos que fazer essa matemática. Mas desde o começo, tentamos fazer algo acessível, que seja tanto para o torcedor com menos condições quanto para o torcedor que quer pagar mais. Criamos planos para atender todas as camadas, tentando disponibilizar ingressos, sorteios e experiências com o clube, claro”, destacou Luiz.

Luta contra gigantes

Sem times de destaque por anos, o estado do Amazonas viu seus torcedores se aproximarem de clubes cariocas e paulistas, movimento que reflete no número de sócio-torcedores desses gigantes em solo baré. Na liderança, o Flamengo é quem tem mais representantes do programa de associados, seguido - com larga vantagem - por apoiadores de Vasco da Gama e Corinthians. E mesmo em um mercado acirrado, o Manaus quer conquistar seu espaço.

“Não vejo como empecilho. Penso que o Manaus precisa criar um produto à altura para conquistar torcedores e, no momento, esses torcedores são os do Flamengo, do Vasco, Corinthians. Acredito que há espaço para crescer e trazer esses amantes do futebol. Muitos deles vão continuar torcendo pelo seu clube, mas vão ter o Manaus como o time da terra. Não é um problema”, explica Luiz.

E a presença não se restringe à capital. Possuindo 908 e 347 sócio-torcedores em todo o Amazonas, respectivamente, Flamengo e Vasco ainda possuem força no interior do estado. Afastados de Manaus - e ainda mais do Rio de Janeiro -, 65 flamenguistas e 60 vascaínos rompem barreiras territoriais e ajudam a potencializar o número de associados dos clubes cariocas. Números alavancados pelo bom momento do time, no caso do Rubro-Negro.

“O sócio-torcedor ajudou a construir esse elenco e faz a diferença no nosso futebol, porque os recursos arrecadados são investidos em estrutura, jogadores e base. Fico muito feliz com o crescimento, porque mostra que o trabalho está sendo bem feito, e tenho certeza de que ainda vamos evoluir muito”, afirmou Maurício Portela, diretor de marketing do Flamengo, clube que superou a faixa dos 150 mil sócios-torcedores durante o mês de setembro.

Boom no programa

Fato é que o sucesso dentro das quatro linhas reflete fora de campo. Campeão estadual e brigando por Brasileiro e Libertadores, o Flamengo ganhou aproximadamente 60 mil sócios-torcedores no ano de 2019. E assim como o Rubro-Negro, o Manaus aproveitou a ‘deixa’ do campo - onde o clube foi tricampeão estadual e conquistou o histórico acesso à Série C - e só no primeiro dia do programa ganhou os primeiros 100 associados.

“Foi surpreendente. Ainda estamos fazendo um plano de marketing para crescer ainda mais. Virão campanhas em telões de LED, nas redes sociais e vamos inaugurar uma loja. Acredito que até final do ano esse número triplique”, aponta Luiz, que projeta mais um ‘boom’ para o início da próxima temporada, quando a equipe retoma as atividades e retorna aos gramados para a disputa do Campeonato Amazonense.

Foto: Antônio Lima
Fonte: Jornal A Crítica
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte