Notícias
Presidente do Remo não perdoa pedido de anulação do Paysandu: 'chororô'
Rivalidade
16.09.2019 - 12:16 - Pará

O Paysandu não perdoou quando o Remo foi eliminado na primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro e agora está acontecendo o contrario. Após a eliminação do Papão nas quartas de final diante do Náutico, o Leão Azul também não está pegando leve. Após toda a torcida zoar o rival, o presidente Fábio Bentes declarou que a luta do rival para anular o resultado contra o time pernambucano, não passe de um 'chororô'.

“O que temos que acabar é com a hipocrisia. Quer dar uma de certinho, de bacana, quanto na verdade ele faz e fez primeiro, o que fiz foi retribuir a encarnação, que faz parte do futebol. Não me arrependo de nada não, pelo contrário. Acho que está tendo um grande choro”.

O time bicolor sofreu o gol de empate nos acréscimos, após um pênalti polêmico marcado pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden e posteriormente perdeu na disputa de pênaltis, por 5 a 3. O Paysandu entrou com um pedido junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para anular o duelo. De qualquer forma, o presidente do Remo afirmou que retribuiu as zoeiras feitas pelo mandatário adversário, Ricardo Gluck Paul.

“Tenho vários prints do Ricardo e te digo mais, acho isso normal. O que eu fiz foi responder. O perfil do Paysandu chamou a gente de 'flanelinha', 'guarda vaga'... o Ricardo falou que estava feliz em eliminar o Remo, que iria ter 'bicho' para todo mundo, inclusive para jogadores do Remo... fez e aconteceu! Ele estava feliz com a classificação (Série C), estávamos eliminados e acho que isso faz parte do futebol”, disse Bentes.

Foto: Ascom Remo
Fonte: Futebol Interior
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte