Notícias
Iranduba entra com mandado de garantia no TJD-AM contra título do Nacional no Sub-19
Estadual
13.09.2019 - 19:57 - Amazonas

O Iranduba entrou com mandado de garantia no Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) para que o título do Nacional no Amazonense Sub-19 seja anulado. Além disso, o clube exige uma disputa final contra o Leão antes do dia 18 de setembro, data final para a Federação Amazonense de Futebol indicar o representante do Amazonas na Copa São Paulo Júnior.

No documento, o Hulk da Amazônia pede também a suspensão do diretor executivo de futebol de base da FAF) Thiago Durante. Veja todas as exigência no final da reportagem.

A diretora de futebol de base do Iranduba, Hellen Silva, acredita que a decisão foi feita de forma equivocada e para prejudicar o clube. Segundo ela, não queriam que o Hulk disputasse a Copa São Paulo do ano que vem. Caso a decisão seja fcontra o esmeraldino, a equipe vai recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). "Foi uma péssima decisão, pois além de termos sido vítimas de denúncias falsas, onde a procuradoria denunciou atletas nossos que foram retirados do BID a nosso pedido, conseguimos provar sendo absolvidos em todos os processos e ficou claro que não queriam o Iranduba na Copa São Paulo. Entramos com mandado de garantia, caso não obtenhamos êxito, vamos ao pleno e ao STJD", Hellen Silva, diretora de futebol de base do Iranduba.

TJD julgará outra ação

A solicitação do esmeraldino ainda não chegou nas mãos do presidente do TJD-AM, Edson Rosas. Ele afirmou que o Fast que chegou à final, mas foi punido, ainda pode voltar à disputa. Até porque, de acordo com ele, o pleno do tribunal julgará o caso após recurso do Tricolor de Aço.

"O documento (do Iranduba) ainda não chegou até mim. Mas o Fast recorreu, e eles podem voltar (a disputar a final). Se isso acontecer, farão a final contra o Nacional. Isso será decidido no pleno. Mas eu analisarei todos os casos. O Nacional não tem nenhum processo, por isso foram definidos como campeões e indicados para a Copa São Paulo", Edson Rosas, presidente d TJD-AM.

Na quarta, dia 18, será a data limite para o representante amazonense regularizar seus atletas junto à Federação Paulista e CBF, para que eles possam disputar a Copa São Paulo. O representante do Amazonas também tem que ser indicado até o dia 18.

Confira na íntegra os pedidos feitos pelo Hulk:

Assim, demonstrados os requisitos necessários para esta medida de segurança, contra ato ilegal e arbitrário atribuído a THIAGO BENTO DURANTE, diretor executivo de Futebol de Base e o Sr. DISSICA VALÉRIO TOMAZ, presidente da FEDERAÇÃO AMAZONENSE DE FUTEBOL, requer a Vossa Excelência: Em face a violação ao REGULAMENTO ESPECIFICO DA COMPETIÇÃO em seu artigo 10, e ante a ausência de REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO DO CAMPEONATO AMAZONENSE SUB-19 DE 2019, comprovando os requisitos da fumaça do bom direito e o perigo na demora, requer seja a MEDIDA LIMINAR, “INITIO LITIS” “INALDITA ALTERA PARS”, para que se realize final entre a equipe do ESPORTE CLUBE IRANDUBA DA AMAZÔNIA x NACIONAL FUTEBOL CLUBE, antes do dia 18/09/2019.

Requer, também, concessão de MEDIDA LIMINAR, “INITIO LITIS” “INAUDITA ALTERA PARS” obrigando a autoridade coatora proceder a IMEDIATA anulação do ato n.º 015/2019 DEFB/FAF em que determinou que o Nacional FC fosse campeão do campeonato amazonense sub-19.

Requer, também, concessão de MEDIDA LIMINAR, “INITIO LITIS” “INAUDITA ALTERA PARS” obrigando a autoridade coatora proceder a IMEDIATA SUSPENSÃO DE SUAS ATIVIDADES DO SR. THIAGO BENTO DURANTE, diretor executivo de Futebol de Base, haja vista reiteradas notificas de infrações sobre atleta irregular;

Foto: Rui Costa
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte