Notícias
CBF diz que arbitragem 'não ocasionou prejuízo' em Náutico x Paysandu
Série C
13.09.2019 - 17:39 - Pará

Depois de muitas reclamações e até um pedido de anulação feito pelo Paysandu, a CBF emitiu um parecer sobre a atuação da arbitragem na partida entre Náutico e Papão, que decidiu o acesso do time pernambucano à Série B. No documento, assinado por Manoel Sarapião, Ouvidor de Arbitragem da CBF, a avaliação é que o “árbitro não ocasionou prejuízo a uma ou a outra equipe”

A reclamação do Paysandu é referente ao pênalti marcado a favor do Timbu aos 49 minutos do segundo tempo, por um toque de mão de Uchôa, quando a equipe paraense vencia por 2 a 1. A cobrança foi convertida por Jean Carlos e a decisão foi para as penalidades, em disputa vencida pelos alvirrubros.

DOIS LANCES

Para afirmar que não houve prejuízo, Sarapião aponta que houve dois lances dignos de revisão. Além da jogada que causou indignação nos bicolores, ele cita um pênalti não marcado para o Náutico, ainda aos 20 minutos do primeiro tempo, em momento no qual o goleiro Mota derrubou o meia Jean Carlos, “de modo muito claro”, conforme descrito no parecer.

No texto, o Ouvidor sugere que a "Comissão Nacional de Arbitragem analise a conveniência de recomendar que o árbitro da partida (Vuaden) assista ao jogo para reavaliar seus critérios de análise nas duas situações mencionadas".

Enquanto isso, o Paysandu espera por um posicionamento do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) sobre o pedido de anulação da partida. O departamento jurídico do clube sustenta que Leandro Vuaden, árbitro da partida, cometeu um erro de direito.

Foto: Léo Lemos/Náutico
Fonte: Futebol Interior
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte