Notícias
Nos pênaltis, Náutico bate o Paysandu e sobe para Série B
Brasileirão
08.09.2019 - 20:35 - Pará
Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

O Paysandu foi derrotado neste domingo pelo Náutico, nos pênaltis, por 5 a 3, no estádio dos Aflitos, em Recife, após empate em 2 a 2 no tempo normal, e desperdiçou a chance do acesso à Série B do Brasileiro do ano que vem. A partida foi válida pelo jogo de volta das quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro.

O Paysandu começou bem a partida e chegou a abrir 2 a 0 no placar com gols de Vinícius Leite e Nicolas, porém o Náutico conseguiu descontar com Álvaro e chegou ao empate com Jean Carlos, levando o duelo para as cobranças de penalidades.

Nos pênaltis, o Náutico marcou com Jean Carlos, Jhonnatan, Willian Simões, Josa e Matheus Carvalho, enquanto que Caíque, Tony e Uchôa fizeram para o Paysandu. Wellington Reis, do Papão, teve sua cobrança defendida pelo goleiro Jefferson.

Com o resultado, o Paysandu foi eliminado da Série C do Brasileiro e foca em sua participação na Copa Verde. Já o Náutico-PE aguarda a definição do seu adversário que sairá do duelo entre Juventude-RS e Imperatriz-MA que será realizado nesta segunda-feira no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul.

O Paysandu retorna a campo na quarta-feira, às 21 horas, o Bragantino no estádio Mangueirão, em Belém, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Verde.

O jogo - O Paysandu iniciou bem a partida e começou a encontrar espaços na defesa do Náutico. Aos 24 minutos, Vinícius Leite desviou e abriu o placar para os visitantes. Em seguida, Nicolas teve a chance de marcar o segundo, mas Camutanga fez um corte providencial em cima da linha.

Na volta do intervalo, o Paysandu voltou melhor e seguiu mandando na partida. Aos nove minutos, Nicolas fez o segundo do Papão da Curuzu. Tudo parecia que já estava resolvido, porém o Náutico conseguiu descontar com Álvaro, aos 19 minutos. O gol deu nova motivação aos donos da casa que passaram a criar chances com Wallace Pernambucano e Jean Carlos, mas as oportunidades eram desperdiçadas. Aos 50 minutos, Wallace Pernambucano cruzou uma bola e o árbitro Leandro Pedro Vuaden assinalou penalidade sob a alegação de que a bola havia batido no braço do zagueiro paraense. Na cobrança, Jean Carlos deixou tudo igual e levou o duelo para as penalidades.

Nos pênaltis quem brilhou foi o goleiro Jefferson que defendeu a cobrança de Wellington Reis e garantiu a vitória do Náutico sobre o Paysandu por 5 a 3 nos pênaltis.

Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press
Fonte: Futebol do Norte
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte