Notícias
São Raimundo-RR prepara defesa para julgamento do atacante Monga
Série D
06.07.2019 - 12:12 - Roraima

O atacante Monga será julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na próxima semana pela expulsão no dia 23 de junho, em jogo de ida da 2ª fase da Série D, após falta cometida em Guilherme Moller, que sofreu fratura na perna. O São Raimundo-RR prepara uma defesa escrita para representar o clube no julgamento, no Rio de Janeiro, e está confiante na absolvição do atleta, conforme o presidente Sérgio Caranguejo.

- Todos estão sujeitos a contusões. O árbitro não deu falta, por achar que tinha sido lance normal, só após a bola sair de jogo percebeu e expulsou o atleta, não pela falta, mas pelo dano maior. A fratura só foi constatada depois. Sabemos que em qualquer profissão existe a infelicidade, no futebol principalmente, que é um esporte de contato e às vezes um contato por menor que seja pode ocorrer uma lesão grave - disse o mandatário do Mundão.

Após o ocorrido, o atacante Monga, em entrevista ao GloboEsporte.com, se defendeu dizendo que foi uma 'fatalidade', que não teve a intenção de machucar o jogador do São Raimundo do Pará e se mostrou triste com a lesão do colega de trabalho, desejando uma plena recuperação a Guilherme Moller, do Pantera.

O julgamento do atacante Monga será apreciado pela 2ª Comissão Disciplinar do STJD, que tem como auditor relator o Drº. Francisco Honório de Lima Filho, no dia dia 9 de julho a partir das 10h (horário de Brasília), no Plenário do STJD, no Rio de Janeiro (RJ). Se punido, o atacante do Mundão pode perder os jogos ida e volta da 1ª fase da Copa Verde 2019, em que o São Raimundo-RR encara o Bragantino do Pará, no fim do mês, já que a possível pena ficará a cargo do Tribunal.

Foto: Arquivo/GloboEsporte.com
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte