Notícias
Atacante Monga, do Mundão, é denunciado pelo STJD por expulsão contra o Pantera
Série D
04.07.2019 - 16:53 - Roraima
Foto: Tércio Neto

O atacante Monga, do São Raimundo-RR, pode ficar fora dos gramados por tempo a definir. Isso porque o jogador foi denunciado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) com relação à expulsão diante do xará, o São Raimundo do Pará, no jogo de ida da 2ª fase da Série D do Campeonato Brasileiro. O atleta foi enquadrado no inciso I do artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que faz menção ao "uso de força incompatível".

Na partida, Monga deu um carrinho para roubar a bola do adversário, mas num ato de infelicidade, acabou acertando o zagueiro Guilherme Moller, do São Raimundo do Pará, que sofreu uma fratura na perna. No lance, o tornozelo direito do jogador santareno ficou preso no gramado e devido ao impacto, aliado à carga aplicada por Monga, ocasionou a fratura e, consequentemente, a necessidade de cirurgia, que pode deixar Moller parado por até seis meses.

Caso seja condenado, a punição a Monga ficará a cargo do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e, como o jogador envolvido no lance sofreu fratura e ficará cerca de seis meses afastado, conforme o 2º parágrafo do artigo 254, o atacante pode ficar sem jogar até a recuperação de Moller. Assim, corre o risco dele perder os jogos ida e volta da 1ª fase da Copa Verde 2019, em que o São Raimundo-RR encara o Bragantino do Pará, no fim do mês.

O julgamento do processo de nº 79, em que o atacante Monga é o denunciado, será feito pela 2ª Comissão Disciplinar do STJD, que tem como auditor relator o Drº. Francisco Honório de Lima Filho, no dia dia 9 de julho a partir das 10h (horário de Brasília), no Plenário do STJD, no Rio de Janeiro (RJ).

Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte