Notícias
Presidente do Naça promete aporte de R$ 500 mil para Copa Verde
Investimento
10.06.2019 - 21:22 - Amazonas

O Nacional começou a alinhar os planos para a participação na Copa Verde, que rola a partir do dia 24 de julho. Com a queda do Fast na Série D, o clube já conta com a volta dos emprestados e estima um investimento, entre manutenção da base e contratação de reforços, em torno de R$ 500 mil.

O treinador Aderbal Lana, que levou a equipe ao vice-campeonato do returno do Amazonense, aparece como favorito ao cargo na empreitada regional do Leão da Vila Municipal.

De acordo com o presidente do clube, Nazareno Pereira, os atletas que foram emprestados ao Fast devem se reapresentar ainda este mês, quando começam os treinamentos para a competição. Reforços vão ser anunciados ao longo da semana.

- Os jogadores que estavam no Fast retornam para o Nacional. Vamos nos reunir essa semana para compor comissão técnica e ver como iremos agir. Essa semana também já teremos notícias de reforços para reforçar essa base que permaneceu após o estadual - disse.

Ele revela que ainda não se reuniu com Aderbal Lana, treinador do Naça no estadual e que estava no Fast na Série D, mas adianta que o maior campeão do Amazonense é um dos favoritos a assumir o posto, por conhecer o elenco, que ele ajudou a montar, e também pela experiência.

- Eu não conversei com ele, mas ele é um nome forte. Ele conhece a maioria dos jogadores e a estrutura dos jogadores aqui do Norte. É difícil você trazer um jogador para atuar e se adaptar ao clima em 30 dias, mas o Lana conhece muito e sabe extrair o que os atletas daqui têm de melhor - completou.

Nazareno destacou ainda que chegar longe na Copa Verde - e por quê não sonhar com o título? - é essencial também para que o Nacional fortaleça o projeto para o Estadual de 2020, no qual o clube tentará conquistar uma vaga na Série D, caso o Manaus não suba na edição deste ano.

- O sonho do Nacional, quando eu assumi a presidência, em janeiro, era ser campeão estadual, e eu sempre digo por aí que bati na trave mesmo tendo só 30 dias para montar o elenco. Ainda assim, dei trabalho. Desse trabalho, ficou uma base, e a estrutura que vai disputar a Copa Verde vai ter um entrosamento maior. A gente projeta um possível calendário até novembro, imaginando que temos condições de chegar até as fases finais, o que já emendaria o nosso calendário com 2020 - concluiu.

Foto: Marcos Dantas
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte