Notícias
Rio Branco bate o Vasco e vai à final do 2º turno
Acreano-2019
14.04.2019 - 11:22 - Acre

Um gol de pênalti salvador, os 35 minutos do segundo tempo, garantiu a vitória do Rio Branco-AC sobre o Vasco-AC por 1 a 0, neste sábado (13), no estádio Florestão, em Rio Branco, capital do Acre. O triunfo, além de colocar o Estrelão na decisão do segundo turno do Campeonato Acreano, também assegura o Alvirrubro no Campeonato Brasileiro da Série D de 2020, já que vai terminar o estadual pelo menos entre os três melhores. Jogando por uma bola, o Cruz-Maltino entrou em campo com objetivo de segurar o placar e levar a decisão para os pênaltis. Até conseguiu na primeira etapa, mas nos 45 minutos finais, o estreante e experiente Marquinhos, se envolveu em lance dentro da área e o árbitro assinalou pênalti por toque de mão do jogador. Meia cobrou e fez o gol da vitória. O Rio Branco-AC está classificado para a final do segundo turno e encara o Atlético-AC na próxima terça-feira (16).

Rio Branco-AC encara o Alético-AC na final do segundo turno do Campeonato Acreano na próxima terça-feira (16), às 19h (do Acre), na Arena da Floresta, em Rio Branco. Vasco-AC dá adeus do estadual.

BORDERÔ

Público pagante: 361 torcedores Renda: R$ 3.740,00

O Jogo - A partida começou com o Rio Branco-AC tendo domínio das ações ofensivas, mas sem levar perigo ao goleiro Lucas. O Vasco-AC, com uma postura mais cautelosa, procurava não se expor e tentava apostar na velocidade dos atacantes. Aos 17, Doka Madureira invadiu a área do Vasco-AC pelo lado direito de ataque e finalizou. Lucas defendeu com os pés e mandou a bola para escanteio. Na cobrança, Laécio apareceu sozinho no meio da área cruz-maltina, mas não conseguiu finalizar. A bola bateu no camisa 9 e ficou nas mãos de Lucas. Dois minutos depois, a zaga do Vasco-AC falhou, Kanu ficou com a bola, invadiu a área e chutou, mas a finalização saiu fraca e Lucas fez a defesa no chão. O Cruz-Maltino chegou pela primeira vez com o meia Neto. O camisa 10 arriscou de fora da área, mas a bola saiu por cima do gol de Edivandro. O Estrelão seguiu com maior posse de bola, mas sem conseguir superar o setor defensivo do Vasco-AC. O goleiro Lucas e a trave salvaram o Cruz-Maltino, aos 42. Custódio fez boa jogada no ataque do Rio Branco-AC e finalizou de pé esquerdo. A bola saiu rasteira e o camisa 1 do Vasco-AC tocou nela antes que explodisse no poste direito. E a primeira etapa seguiu sem gol até o apito final.

A etapa final começou com o Rio Branco-AC pressionando em busca do gol. Aos 12 minutos, o Vasco-AC ficou com um jogador a menos após Mandin cometer falta, receber o segundo cartão amarelo e o vermelho em seguida. A pressão do Alvirrubro permaneceu e o Vasco-AC, com pouca criatividade ofensiva, não conseguia trabalhar a bola quando chegava ao campo de ataque. Aos 28, o árbitro assinalou pênalti em jogada dentro da área do Vasco-AC envolvendo o zagueiro Marquinhos. Depois de muita reclamação e da expulsão do zagueiro Marciano, reserva do Vasco-AC, Doka Madureira bateu forte no canto direito de Lucas, que acertou o lado, mas não evitou o gol. Aos 41, Neto recebeu pelo lado direito de ataque do Vasco-AC e arriscou o chute. A bola explodiu na defesa do Estrelão e saiu em escanteio. O Cruz-Maltino passou a pressionar nos minutos finais para buscar o empate, o Rio Branco-AC conseguiu manter a vantagem e garantiu a vaga na decisão.

Foto: Manoel Façanha
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte