Notícias
Feminino: Iranduba vence Vitória, afasta crise e ganha posições
Brasileirão Feminino
13.04.2019 - 11:34 - Amazonas

O Iranduba, enfim, obteve seu primeiro resultado positivo na Série A1 do Brasileiro feminino. E a vitória veio justamente contra o Vitória. A equipe bateu o rubro-negro baiano por 1 a 0 nesta sexta, no estádio Colina, em Manaus, e subiu para 10ª colocação na tabela. O rival, enquanto isso, segue sem gols marcados, nenhum ponto somado e a vice-lanterna. O gol da vitória foi de Giselinha.

Com o resultado, o Hulk da Amazônia soma seu quarto ponto e pula para décima colocação, ainda fora do G8 que dá vaga nas quartas de final. Já o Vitória segue sem vencer e, agora, na vice-lanterna, à frente apenas do Sport. Os rivais nordestinos, que se enfrentam na próxima rodada, são os únicos sem pontuar nesta edição.

O Iranduba volta a campo no dia 21 de abril, quando visita o São José, no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos. Já o vitória buscará sua primeira vitória e gol no Brasileiro feminino no dia 18, contra o Sport, na Ilha do Retiro, em Recife.

O Jogo - O Iranduba iniciou com a iniciativa, no campo de ataque e trocando passes com paciência até encontrar uma brecha na defesa riva. A primeira boa oportunidade só veio aos 16 minutos, quando Giselinha recebeu de frente para o gol, ajeitou o corpo para perna boa, mas furou na hora da finalização. Aos 19, a melhor chance da primeira etapa. Monalisa cruzou da direita, na cabeça de Amanda Brunner, que mandou de peixinho para defesa elástica de Maryana.

O lance despertou o Vitória, que teve três chances consecutivas. Primeiro Roqueline desperdiçou chance cara a cara. Depois Renata Costa levou um baile de Ronaldinha, mas foi salva por intercepção de Sinara. A última faltou pouco para Itacaré aproveitar cruzamento fechado de Roquele. Os últimos minutos foram de nervosismo do time da casa. Refletido numa finalização sem sentido e quase do meio de campo de Andressinha.

O Iranduba voltou do intervalo com Brenda no lugar de Mayara. Isso deu mais agressividade nas jogadas individuais. E o resultado veio a tona aos sete minutos. Após bate e rebate e em lance polêmico, Giselinha recebeu de Amanda Brunner pequena área, em posição duvidosa, e abriu o placar. Aos 16, a mesma Giselinha lançou Brenda na esquerda. A atacante recebeu livre e tentou o chute cruzado, mas a goleira Maryana fez boa defesa.

Enquanto isso, o Vitória também fez suas mudanças, mas seguia levando perigo só com a habilidade e velocidade de Ronaldinha. Aos 16, ela recebeu passe, avançou até a linha da grande área e bateu no canto esquerdo de Quézia, que defendeu sem dar rebote. O Iranduba ainda teve um gol anulado com Brenda, aos 29, e uma chance incrível desperdiçada por Elisa, sem goleira, aos 36, mas o placar insistiu em não ser alterado.

Foto: Globoesporte.com
Fonte: Globoesporte.com
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte