Notícias
Comissão de Ética da CBF abre processo administrativo contra ouvidor da FAF
Bastidores
12.09.2018 - 12:08 - Amazonas

A Comissão de Ética do Futebol Brasileiro, que responde à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aceitou uma denúncia e abriu um processo administrativo contra o ouvidor da Federação Amazonense de Futebol (FAF), Antônio Policarpo Rios. A denúncia foi feita por torcedores do São Raimundo e acusa o advogado de conflito de interesses, por ter exercido ao mesmo tempo, durante um determinado período, as funções de presidente de clube, Tarumã no caso, e ouvidor da FAF.

A denúncia pede o afastamento imediato de Policarpo, bem como o impedimento de exercer qualquer função em nome da FAF, além de multa por desobediência ao Código de Ética, demissão por justa causa e advertência pública.

O documento enviado à Comissão de Ética, ao qual o GloboEsporte.com teve acesso, reúne reportagens veiculadas na imprensa e até mesmo no próprio site da FAF, que mostram Policarpo sendo apresentado como presidente do Tarumã e vice-presidente do Atlético Amazonense durante um período em que ele já era ouvidor da federação, acusando o advogado de conflito de interesses.

Documentos da FAF e do Tribunal de Justiça Desportiva do Amazonas (TJD-AM) também foram anexados à denúncia, que foi enviada à Comissão de Ética no final do mês de agosto. A comissão aceitou a denúncia, abrindo um processo administrativo ético para investigar a denúncia.

Até o momento, não há informação se Policarpo já entrou com uma defesa, tampouco sobre prazos para que ele seja julgado. O GloboEsporte.com tentou contato com o advogado, mas até o fechamento desta matéria, não havia obtido suceso em contatá-lo.

Foto: Marcos Dantas
Fonte: Globoesporte.com
 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte