Notícias
Tuna terá mais uma chance de apagar passado tenebroso
Segunda Divisão
13.10.2017 - 10:08 - Pará

No próximo fim de semana, a Tuna voltará a lutar pelo acesso à Primeira Divisão do Campeonato Paraense. Desde 2014, a Lusa vem tentando e sempre naufragando na Segunda Divisão frustrando os seus torcedores. Este ano, assim como na temporada de 2016, a diretoria vem apostando em jogadores com experiência no futebol local para servir de força ao time para conquistar o tão desejado lugar na elite do Parazão.

Sabe aquela famosa frase: “isso só acontece com a Tuna?”. Pois então, na temporada anterior, a cúpula investiu pesado com atletas “famosos”, mas não sequer conseguiu classificação à fase mata-mata. Novamente na temporada 2017, o planejamento se repete com atletas rodados por times paraenses, como é o caso do volante Dudu que teve uma temporada positiva no Independente Tucuruí e Clube do Remo. Ainda tem o goleiro Rodrigo Ramos, supercampeão no futebol do Maranhão e o atacante Danilo Galvão, cria das categorias de base do Vitória e com passagem pelo Águia de Marabá. No comando tem o técnico Sinomar Naves, que dispensa comentários.

Tentando não repetir o passado, a Tuna quer fazer diferente e bonito. A caminhada tunante começa neste domingo, dia 15, contra o Pedreira, às 9h30, no Estádio Francisco Vasques, em Belém, pela 1ª rodada da Segunda Divisão do Campeonato Paraense, valendo pela chave A1.

Desempenho ruim da Tuna na Série B

Desde 2014 (rebaixada em 2013), a Tuna vem tentando o acesso, mas não passa da vontade. Os Lusos já disputaram 15 jogos e pasmem; são seis empates, sete derrotas e duas vitórias. Isso mesmo! A Tuna só conseguiu vencer duas equipes até aqui em quase três anos de disputa da Segunda Divisão.

No currículo, o São Raimundo, de Santarém, e o Vila Rica são as únicas vítimas da Águia na Segundona. No dia 16 de novembro de 2014, os cruz-maltinos venceram o Pantera por 1 a 0, gol de Rafael Vieira aos 44 minutos do segundo tempo, no Estádio Francisco Vasques, em Belém. Diante do Vila, os três pontos foram conquistados com um placar de 2 a 1, também em casa, em 2016, pela 4ª rodada da fase de grupos. Curiosamente, a Tuna sempre ficou instalada no grupo A2, porém, em 2017, vai ficar no A1.

Além do pífio desempenho com os resultados, também tem a desvantagem no quesito bola na rede. Em 15 jogos somando 2014, 2015 e 2016, os Tunantes marcaram 10 gols enquanto que a defesa sofreu 19 tentos.

Foto: Pamela Brito/Tuna Luso
Fonte: O Futebolista
 
© Copyright 2004 - 2017 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte