Notícias
Para Alberone, arbitragem não foi compatível ao jogo
Princesa do Solimões
17.07.2017 - 09:46 - Amazonas

Com o empate em 1 a 1, no Tocantins, o Princesa do Solimões foi eliminado pelo Gurupi na segunda fase da Série D. A equipe amazonense terminou a partida com dois jogadores a menos, Erick, expulso no primeiro tempo, e Baé, no segundo. Para o treinador do Tubarão, Alberone, faltou a arbitragem do mato-grossense Marcelo Alves dos Santos falhou.

- É uma vergonha. (...) Eu acredito que o árbitro para apitar um jogo desse tem que estar preparado. Trabalhei em Cuiabá e conheço ele. Ele (Marcelo) se perdeu. Demos espaço para o Gurupi jogar e conseguimos o gol. Mas o árbitro deu falta num lance que não era falta e saiu o gol deles. Trabalhamos de maneira honesta. A arbitragem não foi compatível ao jogo – ressaltou.

A expulsão do Erick ocorreu aos 13 minutos do primeiro tempo, quando o jogo ainda estava 0 a 0. Mas, mesmo com um homem a menos, o Princesa fez 1 a 0 com Weverton, aos 3 da segunda etapa. O jogador, inclusive, teve que ser substituído porque sofreu uma lesão no braço. A outra expulsão ocorreu aos 19 da segunda etapa. O jogador, de acordo com a arbitragem, estava fazendo "cera" e recebeu um amarelo. Como teria reclamado, levou o segundo e foi expulso.

O Princesa foi eliminado por com o empate porque no primeiro jogo, no último fim de semana, empatou em casa em 3 a 3. Como o adversário fez mais gols em sua casa, levou a melhor e enfrentará o Atlético-AC nas oitavas de final da Série D.

Foto: Antônio Assis/FAF-AM
Fonte: Globoesporte.com
 
© Copyright 2004 - 2017 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte