Entrevistas
Ex-goleiro Wendell lembra da carreira no futebol

O Paysandu sempre teve bons goleiros ao longo de sua história e um deles é Wendell, que participou de grandes façanhas do time bicolor, como a quebra do tabu de 33 partidas e o título invicto paraense de 98. Atualmente, o ex-camisa 1 do Paysandu é administrador.

Em conversa com o portal DOL, o ex-jogador lembra-se de sua trajetória no futebol paraense. “Comecei nas categorias de base do Paysandu, até 97 quando uma base foi formada e com ela, fomos campeões de juniores e depois começaria a base para as maiores conquistas do Paysandu, com aquele grande time de 98 e depois de um tempo, fui para o Águia até ter problemas no joelho e parar de jogar”, diz o ex-goleiro.

Wendell esteve no time profissional do Paysandu em 98, ao lado do hoje auxiliar de goleiros, Ronaldo e no time que tinha Júlio César, Vagner, Narciso, Jóbson e outros jogadores, conquistou o título estadual invicto. “Foi uma grande base para as conquistas futuras e isso foi o diferencial para o Paysandu. Ao lado do Ronaldo, trabalhei com grandes goleiros como Narciso e Róbson”.

Sua passagem pelo Águia de Marabá também tem boas lembranças, com direito a sua melhor apresentação na carreira. “Minha melhor partida foi contra o Carajás, pelo Parazão de 2000, quando fiz grandes defesas, ajudei o Águia a se classificar e eliminamos o Remo do estadual”.

Para Wendell, três treinadores foram importantes na carreira. “Waldermar Carabina, Givanildo Oliveira e também Joãozinho Rosas, que foi treinador do Paysandu na campanha do título de 98”.

 
Galeria de Fotos
Fotos: Arquivo Pessoal 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte