Entrevistas
Felipe mira artilharia pesada contra o gol do ABC
O Águia só volta a jogar no dia 16 de outubro, no Zinho Oliveira, contra o ABC (RN), adversário do primeiro mata-mata do Campeonato Brasileiro da Série C. A diretoria do clube decidiu, então, dar folga de três dias para os jogadores (a contar da última sexta-feira). Mas, a partir de amanhã, os marabaenses retomam as atividades, inclusive o artilheiro da equipe na terceirona. Trata-se do atacante Felipe Mamão, que estava contundido, porém, já está recuperado e à disposição do técnico João Galvão.

Com cinco gols no certame, Felipe Mamão é o vice-artilheiro da competição, atrás de Bruno Rangel (7 gols), do Paysandu. E já tem história para contar em Marabá. Em 2008, fez parte do time que chegou à fase final da série C, mas que não conseguiu se classificar para a série B por conta do saldo de gols. O Águia estaria mais maduro para conseguir a vaga? Confira essa e outras ideias do artilheiro.

BOLA: Em 2008, o Águia ‘nadou, nadou, mas morreu na praia’ no Parazão e na terceirona e este ano, de novo, perdeu a final do Campeonato Paraense. O que fazer, neste Brasileirão, para quebrar o retrospecto negativo?

Felipe: Ah, temos que conseguir o acesso (risos). Nós não podemos vacilar em casa, temos que aproveitar a folga que temos na tabela para recuperar os jogadores, treinar e deixar todo o foco na partida.

BOLA: Quais as diferenças do Águia dos anos anteriores para o atual?

Felipe: Eu acho que o nosso grupo, agora, é bem melhor, em todos os aspectos. Temos um elenco muito unido, mais centrado e mais experiente também. Isso faz muita diferença.

BOLA: O Águia deste ano tem mais chances de, enfim, conseguir o acesso à série B?

Felipe: Eu acho que sim, já erramos tudo o que tínhamos para errar. É como eu falei a você, o nosso time é melhor, mais organizado, então acredito que dá para chegar lá.

BOLA: O que você sabe a respeito do ABC, o adversário do primeiro mata-mata?

Felipe: Eu sempre acompanho os noticiários, então, o que eu sei é que eles têm um time muito bom, formado por jogadores de qualidade, alguns deles bastante rodados, que já passaram por grandes clubes do Brasil. Vai ser difícil, todos nós sabemos, mas vamos fazer o possível para voltar de Natal com a classificação na bagagem.

BOLA: Surgiram boatos de que o ABC já estava comemorando a classificação...

Felipe: Eu acho que isso serve como uma motivação a mais. Na última partida, jogamos em casa, com a vantagem de dois resultados, mas mesmo assim todo mundo apontava o Fortaleza (CE) como favorito. Seguramos o empate e garantimos a classificação. Agora é ir atrás da vaga tão sonhada para a série B.

BOLA: Então, quer dizer que o Águia não vai ser mamão com açúcar para o ABC?

Felipe: De jeito nenhum (risos). O nosso time é bom, não vai ser fácil para os dois lados, mas eu acredito que desse ano não passa, nós vamos chegar!
 


© Copyright 2004 - 2019 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte