Colunistas
Brasileiros e ingleses
por Francisco Dandão



Os registros históricos dão conta de que foram os ingleses que inventaram o futebol. Só algum tempo depois de ser inventado é que o futebol chegou ao Brasil, pelas mãos de um nativo que estudava na Inglaterra. Charles Miller, paulistano de nascimento, era o nome do dito cujo.

Teoricamente, como os ingleses foram os inventores do referido esporte, era pra eles, seguindo o curso natural das coisas, jogarem melhor do que todo mundo. Como na prática a teoria é invariavelmente outra, foram os brasileiros que melhor desenvolveram a habilidade com uma bola nos pés.

A prova disso são os títulos de Copas do Mundo. Enquanto o Brasil venceu cinco vezes (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002), a Inglaterra conquistou apenas uma (1966). E essa umazinha que os súditos da rainha ganharam foi jogando em casa e, dizem os vates, contando com alguma ajuda extracampo.

No que diz respeito ao número de títulos no mundial de clubes, a Inglaterra também perde de goleada do Brasil. Enquanto a Inglaterra venceu em duas oportunidades (ambas com o Manchester United, em 1999 e 2008), o Brasil venceu 10 vezes. Os dedos de duas mãos inteiras por assim dizer.

Relembrando os títulos mundiais dos clubes brasileiros, em ordem de quem venceu mais para quem venceu menos: São Paulo (1992, 1993 e 2005), Corinthians (2000 e 20012), Santos (1962 e 1963), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e Internacional (2006).Dez a dois a favor dos tupiniquins!

Ponto. Até aqui tudo o que eu disse faz parte do passado. Mas a história é dinâmica e está sempre fluindo rumo ao futuro. E então, por essas e por outras, neste sábado (21) ingleses e brasileiros decidem mais um título mundial. O Liverpool pelo lado deles e o Flamengo aqui pelo nosso lado.

Esse Liverpool, a propósito, já chegou à finalíssima dessa competição por duas vezes. E perdeu em ambas. Em 1984 perdeu por 1 a 0 para o Independiente, da Argentina. E em 1981 foi goleado pelo Flamengo, com baile e tudo mais: 3 a 0 fácil. Bi vice e somente isso. Necas de pitibiriba!

Eu tenho um amigo que mora na Inglaterra. Em Londres, pra ser mais específico. Ele me disse que dessa vez o Flamengo não vai nem ver a cor da bola. Eu retruquei que o risco do Liverpool entrar na roda é maior do que ele imagina. Encerramos a conversa apostando 20 libras. Eu detesto perder.

De qualquer forma, ufanismos (meu e do meu amigo) de lado, é certo que se trata de um enorme “perrengue” pra ambos os times. E, de acordo com os mais refinados filósofos de botequim, “o jogo só acaba quando termina”. Tomara o raio resolva cair no mesmo lugar em que caiu em 1981!

 


© Copyright 2004 - 2020 / Todos os direitos reservados ao Futebol do Norte