Colunistas
Parabéns, Estrelão!
por Manoel Façanha



Fundado em 8 de junho de 1919, por iniciativa do advogado amazonense Luiz Mestrinho, o Rio Branco completa nesta sexta-feira 99 anos de fundação, com 46 títulos estaduais, 16 deles na era do profissionalismo (1989 para cá).

Em texto publicado pelo jornalista Francisco Dandão, ele escreve que Mestrinho veio ao Acre para presidir uma Comissão de Inquérito nos Correios. Como o trabalho não demandava um esforço tão estafante, ele resolveu aproveitar as horas vagas para fundar um clube de futebol. Para tal, reuniu algumas personalidades locais e levou a cabo a ideia, sendo que na reunião inicial já ficaram definidos o escudo e as cores do novo clube.

Entre os títulos regionais mais expressivos da história do clube na era do futebol amador aparece o tricampeonato do Copão da Amazônia (1976, 1979 e 1984). O alvirrubro neste torneio ainda conquistaria outro quatro vices (1977, 1978, 1986 e 1987).

Na era do profissionalismo, o título mais expressivo do Rio Branco, sem dúvida, ocorreu na disputa da I Copa Norte, ocorrida em 1997, quando o Rio Branco na finalíssima derrotou o Clube do Remo por 2 a 1, no estádio Mangueirão, em Belém, do Pará. Os gols do maior triunfo do alvirrubro foram anotados por Venícius e Palmiro.

AS CURTINHAS

O esporte acreano está de luto. Faleceu na tarde desta quinta-feira (7), o professor aposentado de Educação Física, Ale Assem, de 87 anos.

Ale fez história no esporte acreano e era um educador físico respeitadíssimo. O profissional deixa uma grande lacuna no meio do desporto local.

Alto Acre, rebaixado na temporada 2017, Náuas, de Cruzeiro do Sul, Independência são pretensos concorrentes a participar da próxima edição do Campeonato Acreano da 2ª Divisão.

Bom dia!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte