Colunistas
Crôa do Goré
por Francisco Dandão



Conheci um lugar especial nessa sexta-feira que recém passou. Um lugar chamado Crôa do Goré. “Crôa” significa “banco de areia”. “Goré” é um pequeno crustáceo que vive à beira de manguezais. O nome traduz exatamente o que é o lugar. Um lugar que some cada vez que a maré sobe.

A Crôa do Goré fica nas imediações de Aracaju, a bela e acolhedora capital do estado de Sergipe. Para chegar lá, o visitante percorre mais ou menos 20 quilômetros de asfalto, embarca num catamarã e daí a mais uns vinte minutos navegando no rio Vaza Barris chega ao paradisíaco local.

Sergipe é um estado pequenino, ocupando apenas 0,26% da área total do Brasil. Mas o que tem de pequeno tem também de gracioso, com belezas naturais a perder de vista. É um daqueles lugares em que sente-se saudade assim que se vai embora. E enquanto se está indo, já se pensa em voltar.

Talvez por isso já seja a terceira vez que eu visite Aracaju. Entre a primeira e a segunda vez que eu aterrissei na cidade se passaram 30 anos. Eu viajara para participar de um congresso de jornalismo esportivo, na companhia dos radialistas acreanos Zezinho Melo e Chico Pontes.

As inúmeras distrações e os caminhos tortos da vida me fizeram ficar esse tempo todo distante da capital sergipana. Mas então, em fevereiro de 2017 resolvi rever o local. Encontrei, é claro, um cidade ainda mais bonita, principalmente no estirão da orla de Atalaia, repleta de caranguejos.

E agora, pouco mais de um ano depois, eis que novamente me encontro por essas bandas. Devo confessar que eu tive uma motivação extra para vir a Aracaju dessa vez. A motivação se chama Atlético Acreano, o líder da Série C do brasileirão, que mede forças neste domingo com o Confiança.

O Atlético é o líder e o Confiança é o vice-líder. O Atlético atravessou o país, do mais extremo norte até o litoral, para tentar manter a sua posição na tabela de classificação. O Confiança, por sua vez, com o apoio dos seus torcedores, tem tudo para assumir o lugar hoje ocupado pelo seu adversário.

Como escrevo na véspera do confronto, tudo o que virá encontra-se envolto numa densa névoa de possibilidades. Nas declarações que vi na mídia local, o técnico do Confiança demonstrou profundo respeito pelo Atlético. Mas ele sabe que é a chance do seu time passar à frente do Galo.

Independentemente de qualquer que seja o resultado do jogo entre Atlético e Confiança, porém, eu considero que esse é um fim de semana vitorioso para mim. Afinal, visitar Aracaju é sempre um grande prazer. Na Crôa do Goré, as águas da maré enchente escalaram meu corpo até a cintura!

 
© Copyright 2004 - 2018 / Todos os direitos reservados a Futebol do Norte